>Expo’ 98 | Parque das Nações

Expo’ 98 | Parque das Nações

Expo’ 98 | Parque das Nações2019-01-04T14:29:15+00:00
Projectos Engexpor Parque das Nações
Projectos Engexpor Parque das Nações

A Engexpor na Expo’ 98

Sob o tema “Os oceanos: um património para o futuro”, a EXPO’98 teve como propósito comemorar os 500 anos dos Descobrimentos Portugueses, ao mesmo tempo que impunha a si própria o compromisso de sensibilizar para a necessidade vital de valorizar e preservar a riqueza marítima, protegendo o planeta. A mais internacional das exposições mundiais acabou por superar todas as expetativas e revelar-se um enorme sucesso a vários níveis. Considerada a melhor de sempre pelo Bureaux Internacional des Expositions, afirmou Portugal no espaço internacional com reconhecidos benefícios para a atividade turística e económica, mostrando o talento português para planear e concretizar grandes projetos. Conseguiu-o com o mérito de ter regenerado um território abandonado, degradado e poluído para receber um evento que, desde a sua génese, foi pensado numa perspetiva de futuro: a requalificação urbana da zona oriental de Lisboa e da frente ribeirinha.

Na Engexpor, à data uma jovem empresa com pouco mais de uma década, orgulhamo-nos de ter ajudado a construir este projeto estratégico para Portugal. O nosso forte envolvimento, materializado na gestão de projeto e de obra, está expresso em alguns dos mais emblemáticos edifícios e equipamentos que ainda hoje protagonizam a vivência no Parque das Nações, na regeneração de áreas outrora deterioradas e que atualmente são espaços de fruição e de lazer e na remodelação de infraestruturas que contribuíram para o êxito da exposição e que continuam a garantir um quotidiano com mais qualidade a milhares de pessoas.

No decorrer do evento, integrámos também o grupo de gestão operacional do recinto, acompanhando a gestão e logística diária da exposição numa base de 24h.

Recorde alguns desses edifícios e equipamentos, ao mesmo tempo que fica a conhecer o trabalho que realizámos para acolher a EXPO’98.

Expo’ 98 em Números

0
Milhões de visitantes
0
Participantes Oficiais
0
Países
0
Pavilhões

CULTURE & HERITAGE

Pavilhão de Portugal

Símbolo máximo da Expo’98 é referência de arquitetura e construção inovadoras

Pela mão de dois dos mais premiados arquitetos portugueses – Álvaro Siza Vieira projetou o edifício e Eduardo Souto Moura colaborou na organização dos espaços expositivos interiores – nasceu um dos maiores símbolos da Expo’ 98, que acolheu a representação nacional no evento e que continua hoje a ocupar uma posição central no Parque das Nações.

VER PROJETO

Porta do Sol

Principal entrada no recinto da Expo’98 testou a nossa capacidade de engenharia, logística e manutenção

Último projeto da autoria do arquiteto Daciano da Costa, a Porta do Sol ocupava uma posição central no recinto e destinava-se sobretudo a receber os visitantes que utilizavam as redes de transportes públicos com destino à Estação do Oriente, junto da qual estava localizada. Além dos habituais serviços de apoio, esta porta acolheu ainda o Espaço Criança, uma Unidade Médica de Primeiros Socorros e uma galeria comercial com 900 m².

VER PROJETO

Pavilhão Olímpico

Centro de exposições da Expo’ 98 dá lugar a escritórios e restauração

Construído para acolher as operações da Parque Expo’98 e servir como centro de exposições durante o evento, o Pavilhão Olímpico é atualmente um edifício de escritórios e comércio numa das zonas mais centrais e movimentadas do Parque das Nações.

VER PROJETO

TRANSPORTS & INFRASTRUCTURES

Avenida Infante D. Henrique

Restruturação do troço oriental da maior avenida de Lisboa

Para a realização da Expo’98, em Lisboa, participámos em diversas e importantes obras, entre as quais a intervenção na Avenida Infante D. Henrique. Os trabalhos resultaram no desnivelamento da avenida e na construção do viaduto e do túnel que tem início na Praça José Queirós.

VER PROJETO

Teleférico do Parque das Nações

Referência de entretenimento para lisboetas e turistas

Foi dos equipamentos de entretenimento com maior sucesso durante a Expo’98 e continua a ser um “ponto de embarque” obrigatório para os lisboetas e os milhares de turistas que visitam Lisboa. O Teleférico do Parque das Nações foi inaugurado em 1998 e a gestão do projeto e da obra de construção foi assumida pela Engexpor.

VER PROJETO

Reparação e Conversão da Doca dos Olivais

Obra transforma zona industrial degradada numa das áreas de lazer mais cativantes de Lisboa

Local escolhido para acolher a Expo’98, a Doca dos Olivais era uma zona industrial em estado de degradação mas que em tempos fora o Aeroporto Marítimo de Cabo Ruivo, com uma importância estratégica durante o período da 2ª Grande Guerra.

VER PROJETO

Depois da Expo’ 98 uma nova cidade

A realização da EXPO’98 deixou um enorme legado à cidade de Lisboa. Além do cuidado para que praticamente todos os equipamentos do recinto tivessem utilização posterior, a reabilitação urbanística e ambiental de uma ampla área – cerca de 340 hectares – devolveu o rio à cidade e ofereceu aos cidadãos a oportunidade de usufruírem desta belíssima frente ribeirinha de 5 km. Criou uma nova centralidade na capital num bairro absolutamente novo, moderno, dotado de excelentes equipamentos e infraestruturas, que concentra zonas comerciais, culturais e de lazer numa localização privilegiada. Além das áreas residenciais, o Parque das Nações atraiu também um conjunto de instituições e empresas nacionais e internacionais de referência que elegeram este local para construir as suas sedes, escritórios ou outro tipo de instalações.

Na Engexpor, temos protagonizado esta dinâmica. O conjunto de empreendimentos de vários setores que contaram com a nossa intervenção, desde o início do desenvolvimento imobiliário até à atualidade, são a prova de que este é um território que ostenta a nossa marca. Edifícios inovadores, de arquitetura arrojada e técnicas construtivas desafiantes, muito deles reconhecidos com prémios e distinções, estão perpetuados num lugar ativo para que todos os dias possam ser vividos.

Fique a conhecer melhor alguns desses edifícios.

OFFICE

Edifício-sede Ageas

Inovação tecnológica em edifício sustentável

No Parque das Nações, com vista para os jardins desenhados por Gonçalo Ribeiro Telles, está a nascer um novo edifício de escritórios para acolher a sede do Grupo Ageas Portugal, composto pelas marcas Ageas Seguros, Médis, Ocidental e Seguro Directo.

VER PROJETO

EXEO Office Campus

Novo conceito de escritórios para novas formas de trabalhar

EXEO Office Campus é um projeto de escritórios inovador composto por três edifícios distintos: o AURA (16.830 m² em 11 andares) e o ECHO (21.580 m² em sete pisos) da autoria do gabinete de arquitetura Broadway Malyan, e o LUMNIA (30.500 m² em oito andares), concebido pelo gabinete Risco.

VER PROJETO

Edifício Atlantis

Quatro fachadas em vidro garantem vistas e luz natural

Localizado na principal artéria do Parque das Nações, a Avenida D. João II, junto ao centro comercial Vasco da Gama, o Edifício Atlantis é um bom exemplo da oferta qualificada de uma das zonas mais novas e dinâmicas da cidade de Lisboa. Disponibiliza uma área de 8.433 m² de escritórios distribuídos em 7 pisos, um espaço comercial no piso térreo, bem como 3 pisos subterrâneos para parqueamento, com capacidade para 282 viaturas.

VER PROJETO

Edifício-sede Vodafone

Ícone da modernidade arquitetónica em Lisboa

Projetado pelos arquitetos Alexandre Burmester e José Carlos Cruz Gonçalves, o edifício-sede da Vodafone, que acolhe escritórios, megastore, auditório e restaurante, é uma obra de grande impacto urbanístico que se demarca pela qualidade, criatividade e singularidade. É inegável o seu contributo para a valorização de Lisboa e, em particular do Parque das Nações, projetando uma cidade moderna, sustentável e cosmopolita.

VER PROJETO

Central Office

Escritórios modernos na mais jovem zona empresarial de Lisboa

Localizado na principal Avenida do Parque das Nações, próximo da Estação do Oriente e do Centro Comercial Vasco da Gama, o Central Office marca a paisagem urbana de uma das mais modernas zonas empresariais de Lisboa.

VER PROJETO

Torre Fernão Magalhães

Imagem marcante em escritórios de elevada qualidade

Na avenida central do Parque das Nações, os 15 pisos de fachada envidraçada da Torre Fernão de Magalhães definem o caráter imponente deste edifício de escritórios localizado na Avenida D. João II.

VER PROJETO

SHOPPING CENTERS

Centro Comercial Vasco da Gama

Qualidade e prestígio reconhecidos internacionalmente

A Expo 98 deu o mote e a arquitetura do Centro Comercial Vasco da Gama evoca os mares e os oceanos, recriando no seu interior o ambiente de um grande navio. Assinado pelo arquiteto José Quintela, o projeto apresenta uma conceção inovadora e características arquitetónicas únicas, onde se evidencia ainda o espaço central aberto desde o piso inferior até à cobertura.

VER PROJETO

HOSPITALITY & HEALTHCARE

Hospital CUF Descobertas

Novo edifício da unidade de saúde privada alarga oferta e cria centro do conhecimento

A expansão do Hospital CUF Descobertas, localizado no Parque das Nações, traz uma oferta alargada à unidade privada de saúde, que passa a ter uma área adicional de 22 mil metros quadrados com a construção de um novo edifício que concentra uma componente ampla de consultas e exames, bloco operatório e hospital de dia médico.

VER PROJETO

Art’s Business & Hotel Centre

Trabalho, cultura e lazer num ambiente único

Na principal Avenida do Parque das Nações, destaca-se pela originalidade da sua arquitetura o icónico Art’s Business & Hotel Centre. Primeiro empreendimento temático do País, este conceito inovador integra quatro edifícios de escritórios interligados entre si, um Hotel de 4 Estrelas com 300 quartos, centro de congressos, salas de reunião, food court exterior, lojas de rua, parque público e privado com capacidade para mais de 700 veículos.

VER PROJETO

CULTURE & HERITAGE

Casino de Lisboa

Maior casino de Portugal é um ícone da arquitetura vanguardista e atrai visitantes de todo o mundo

Instalado no espaço anteriormente ocupado pelo Pavilhão do Futuro, construído de raiz para a Expo’98, o Casino de Lisboa localiza-se no Parque das Nações, uma das zonas mais modernas da capital junto ao Rio Tejo.

VER PROJETO

RESIDENTIAL

Martinhal Residences

Apartamentos exclusivos com serviços de hotel num conceito inovador

Na zona do Parque das Nações, com vista para os jardins concebidos por Gonçalo Ribeiro TelIes e nas proximidades do Hospital CUF Descobertas, vai nascer o projeto Martinhal Residences, um misto entre hotel e residências de luxo a conviver no mesmo edifício com um total de 150 unidades.

VER PROJETO

“Este Mega Projeto, como era conhecido na altura, foi indiscutivelmente o primeiro grande teste à capacidade de Portugal realizar um empreendimento de grandes dimensões e constituiu uma oportunidade única para a Engexpor, que aproveitou o seu forte envolvimento na concretização de inúmeros projetos para promover o seu crescimento, modernização e futura internacionalização.
Hoje, o denominado Parque das Nações constitui uma excelente urbanização e uma das melhores áreas de Lisboa para viver, trabalhar e de lazer, sendo, sem dúvida, um importante marco da arquitetura e engenharia do nosso País.”

Rui Alegria
Presidente (não executivo)